Apresentando

Sou carioca, nasci em 1985 e comecei a fazer mágicas com 10 anos de idade. Aos 12 já era o mágico profissional mais jovem do Brasil, formado pelo CBI (Círculo Brasileiro de Ilusionismo). Nessa mesma época, comecei a me interessar pelo teatro, foi quando encontrei uma maneira de utilizar a mágica como um instrumento da atuação.

Com 16 anos, fui ao “Programa do Jô”. Isso me proporcionou maior reconhecimento, o que me aproximou muito do mercado corporativo. Percebi que o meu diferencial sempre foi o estilo em que apresentava minhas mágicas, com muito humor, de forma despojada, usando improviso e interatividade com a plateia.

Hoje, já tenho mais de 15 anos na arte de entreter, seja com humor, mágica, atuando ou tudo junto! Tenho experiência com os mais diferentes tipos de público e formatos de apresentações: stand upcomedy com mágicas, palestras envolvendo mágicas cômicas, mestre de cerimônias, shows personalizadas para promoção de produtos, entre outros.

Como ator e comediante, participei de várias campanhas publicitárias, com destaque para “Bradesco Celular”; “Inter Supermercados” e “Casas Bahia”. Participei de seriados como “Vai que Cola” e “Secretária do Presidente” (Multishow), integrei o elenco humorístico dos programas “Zorra Total” e “Domingão do Faustão”; além de ter protagonizado o quadro de humor “Câmera Kids” no Fantástico. Atualmente integro o elenco da novela “Rock Story” da Rede Globo e apresento o programa “Truque de Humor” do Multishow. No teatro, estou em cartaz há 6 anos com meu espetáculo solo de humor “Como é que pode?”. Nesses anos de carreira, participei de muitos programas de TV, como: “Programa do Jô”, “Caldeirão do Huck”, “Mais Você”, “Encontro com Fátima Bernardes”, “Altas Horas” entre outros, e realizei apresentações em eventos como: Circuito Cultural Bradesco Seguros e Festival de Inverno–SESCRJ.

O que mais tenho a dizer? Ah, claro… Sou um apaixonado pelo Samba de Raiz e meu hobby é tocar cuíca em algumas rodas de samba do Rio e portanto, nos esbarramos em alguma por aí.

Abraço a todos,
Gabriel Louchard